Escolhas erradas, consequências desastradas.

 “Este é o dever de que te encarrego, ó filho Timóteo, segundo as profecias de que antecipadamente foste objeto: combate, firmado nelas, o bom combate, mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé. E dentre esses se contam Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para serem castigados, a fim de não mais blasfemarem.” (1Tm 1:18-20 RA)

 

        A Bíblia nos apresenta a história de pessoas que deram bons e maus exemplos e as consequências das escolhas que fizeram. Tais informações servem para nos alertar quanto a liberdade de escolha e as consequências do bom ou mau uso deste direito.

 

        Escrevendo a Timóteo, que era um bom exemplo de cristão, Paulo falou sobre Himeneu e Alexandre que foram maus exemplos de cristãos e que por suas escolhas foram entregues a satanás.

 

        O texto sagrado também nos apresenta outros maus exemplos, como os de Caim, Saul, Vasti, Judas, Simão o mago, Ananias e Safira, Demas, etc. os quais começaram bem, fizeram escolhas erradas e por isso terminaram mal.

 

        Além destes exemplos que terminaram mal, temos aqueles que embora não tenham terminado mal, sofreram danos devido a escolhas erradas que fizeram durante a caminhada como Abraão (mentiu), Isaque (mentiu), Jacó (enganou), Moisés (descontrole emocional), Davi (adulterou e planejou o mal), os quais sofreram horrores por terem desobedecido a Deus.

 

        Além dos exemplos bíblicos temos a história da Igreja, onde encontramos pessoas que pagaram um preço alto pelas escolhas erradas que fizeram, entre estes também estão nossos contemporâneos.

 

        Observe como e onde estão seus conhecidos que optaram por ser amargurados, críticos, revoltados, insatisfeitos, desobedientes, altivos, auto suficientes, blasfemos, desobedientes aos pais, desrespeitadores de autoridades, amigos do mundo, etc. Como estão aqueles que optaram por deixar o Senhor, a igreja, o ministério, e enveredaram por caminhos indevidos. Infelizmente alguns até morreram longe do Pai eterno e nós sabemos o que a Bíblia nos alerta quanto a esta realidade.

 

        Leia a Bíblia e leia a história. Observe as escolhas e confira os resultados. Não se engane e nem se deixe enganar : “O salário do pecado” foi, é e será a morte.

 

        Todas estas informações serve, para nos alertar enquanto é tempo: “Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a nuvem, e todos passaram pelo mar, tendo sido todos batizados, assim na nuvem como no mar, com respeito a Moisés. Todos eles comeram de um só manjar espiritual e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo. Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto.” (1Co 10:1-5 RA)